Sistemas de gestão para sindicatos: por que é essencial?

Tempo de leitura: 6 minutos

Os sistemas de gestão são bastante conhecidos como ferramentas para auxiliar o dia a dia da administração das empresas. Entretanto, software como esses podem ser criados para diversas categorias de instituições diferentes. Esse é o caso do sistema de gestão para sindicatos, programa que possui funcionalidades exclusivas para atender esse modelo de organização.

Os sindicatos são instituições sem fins lucrativos criados como uma forma de associação entre pessoas físicas e jurídicas que atuam no mesmo setor e/ou exercem as mesmas atividades de negócios. Sendo assim, seu principal objetivo é defender os interesses em comum entre seus membros participantes.

Instituições como os sindicatos são reconhecidas pelo seu papel na negociação de acordos coletivos entre patrões e empregados, por oferecer orientação jurídica em casos de ações trabalhistas, encaminhar denúncias trabalhistas aos órgãos responsáveis e por ser uma organização que se preocupa com o bem-estar de seus associados.

Por isso, os sindicatos também atuam criando uma série de projetos sociais com o objetivo de melhorar a condição de vida dos trabalhadores/empresas que fazem parte dessa associação.

Como os sindicatos são organizações sem fins lucrativos, eles se mantêm ativos a partir da contribuição dos associados, além disso, precisam cumprir determinadas exigências jurídicas e contábeis para conseguirem se manter em atividades.

Fica evidente que organizar a gestão dessas instituições não é uma tarefa que pode ser feita de qualquer forma. Por isso um sistema de gestão para sindicatos é tão importante, através dele os responsáveis pela administração podem acompanhar os índices financeiros da instituição e levantar insights para a tomada de decisão.

Por que um Sistema de gestão para sindicatos é essencial

O avanço das tecnologias vem criando ferramentas interessantes para a administração de empresas, não importando o tamanho da mesma. Os sistemas de gestão são um exemplo disso, já que a utilização desses softwares gera uma economia de tempo e recursos consideráveis.

Além disso, os benefícios de um sistema de gestão não são sentidos apenas pelos setores diretamente ligados à área financeira, como o administrativo e a contabilidade. A agilidade e assertividade das ações acabam por beneficiar toda a instituição, trazendo mais eficiência para as atividades que precisam ser realizadas cotidianamente.

Antes de destacar os benefícios que esses softwares podem trazer para os sindicatos, precisamos definir o que é um sistema de gestão. Podemos conceituá-los como: softwares criados com o objetivo de auxiliar os gestores da instituição a realizarem as atividades administrativas do sindicato através da integração e automatização dos processos.

Dessa forma, podemos entender que os sistemas de gestão organizam e simplificam as atividades administrativas, permitindo que elas sejam realizadas de forma mais rápida e com menor incidência de erros, dando mais segurança as informações e dados produzidos.

Sendo assim, uma das vantagens de se utilizar um sistema de gestão em sindicatos é a precisão das informações. Quando os processos de administração e contabilidade são feitos manualmente a chance de que ocorram erros é maior. Já com um sistema de gestão, basta inserir os dados no software que ele próprio fará os cálculos e gerará os relatórios necessários.

Outra vantagem de se utilizar um sistema de gestão de sindicatos é a integração das informações. Depois que os dados são lançados dentro do sistema ele fica disponível para os diferentes setores da instituição, eliminando a possibilidade de cada departamento alimentar o sistema individualmente.

O sistema centralizado permite que as informações sejam inseridas de maneia fácil e intuitiva, além disso, permitem que os dados sejam consultados a qualquer momento por diferentes áreas da instituição, dando mais agilidade aos processos.

O motivo disso é que os sistemas de gestão fornecem modelos pré-editados de como as informações podem ser lançadas, assim, os funcionários não precisam gastar parte das horas de trabalho formatando e editando arquivos para depois serem anexados ao software.

Além disso, o próprio sistema de gestão é capaz de identificar quando informações duplicadas são adicionadas ao sistema evitando-se com isso a perda de tempo e que o mesmo trabalho seja feito duas vezes.

Não podemos esquecer a segurança das informações como uma das vantagens de se trabalhar com um sistema de gestão. Todas as informações importantes referente ao sindicato (lista de associados; fluxo de caixa; registro de fornecedores e funcionários) serão adicionadas ao sistema.

Com isso, basta fazer backups de segurança para que as informações não sejam perdidas em caso de imprevistos e pane do sistema de computadores. Assim, os dados sempre estarão disponíveis e protegidos.

Muitos gestores desconfiam dos sistemas de gestão, principalmente porque sua utilização requer pagamentos mensais a fornecedora do software e muitos veem isso como um gasto extra. Entretanto, a utilização desses sistemas acaba levando a redução de gastos em alguns setores, além de aumentar a eficiência dos processos.

Como os sistemas são simples e acabam por facilitar a realização de diversas tarefas, uma das primeiras mudanças percebidas é a possibilidade de diminuir os gastos com o pessoal da administração. Agora é possível realizar os mesmos processos com menos funcionários e mais segurança.

Sendo assim, no final, a implementação de softwares especializados em gestão de sindicatos acaba levando a uma diminuição dos custos da instituição. Dessa forma, esses sistemas devem ser vistos como investimentos feitos pelo sindicato e não como simples gastos dentro do balancete.

A principal função do sistema de gestão é auxiliar no controle do fluxo financeiro da instituição, identificando as entradas e saídas de recursos. Além disso, o software pode compilar essas informações em formato de gráficos ou planilhas que vão ajudar os gestores a visualizar melhor a real situação da instituição.

Essas informações, também serviram de base para que a contabilidade da organização seja feita e, como os dados estão devidamente organizados e são de fácil acesso, o processo fica mais simples.

Não podemos esquecer que, os sindicatos são associações sem fins lucrativos e que passam por constante vistorias e fiscalizações. Nesse quesito os sistemas de gestão faz toda a diferença, já que ele traz mais segurança e transparência para as atividades realizadas por determinada gestão. Quer ter o seu próprio sistema de gestão? Acesse nosso site e entre em contato!